Fases do Alzheimer – Quais são e como identificar os primeiros sinais

Doença de Alzheimer é muito conhecida como aquela doença incurável, que vai piorando ao longo do tempo, sendo a forma mais comum de demência neurodegenerativa em pessoas idosas, principalmente.

O declínio das funções cognitivas é causado pela morte das células cerebrais. Existem fases do Alzheimer e a doença pode ser diagnosticada em seu início, retardando o avanço e garantindo mais controle em relação aos sintomas.

Conheça quais são essas fases, como identificar os sinais dados pelo corpo e como proceder, só aqui com as dicas do Quero Viver Bem!

Sintomas do Alzheimer

O Alzheimer é caracterizado pelo prejuízo cognitivo, ou seja, é a perda das funções cognitivas, incluindo:

  • Alterações de memória;
  • Alterações no julgamento, na linguagem e nas habilidades visuais-espaciais;
  • Desorientação em relação ao espaço e tempo;
  • Dificuldades de raciocínio, de concentração e de aprendizado;
  • Mudanças na realização de tarefas complexas.

Em certos casos, tais mudanças podem ser acompanhadas de alterações no comportamento ou mesmo na personalidade – os chamados sintomas neuropsiquiátricos.

As manifestações clínicas não ocorrem de forma homogênea. Em geral, as células nervosas (os neurônios) são as áreas mais atingidas pela doença, justamente essas que possuem responsabilidades que envolvem a memória, além de funções complexas.

Posteriormente, outras áreas cerebrais são atingidas – piorando o quadro.

Infelizmente, ainda não se entende completamente por que o Alzheimer acontece. No mundo inteiro, estima-se que existam, aproximadamente, 35,6 milhões de casos dessa doença, dos quais 1,2 milhão estão no Brasil (embora nem todos tenham diagnóstico concreto).

sintomas do alzheimer

Quais são as fases do Alzheimer?

A Doença de Alzheimer tem a piora progressiva de seus sintomas como característica principal. Logicamente, certos pacientes podem apresentar estabilidades ou mesmo sintomas em diferentes fases que podem se mesclar em um mesmo período.

De todo modo, o Alzheimer é separado em 3 fases: a leve, a moderada e a grave.

Fase leve

Nesta fase, o paciente pode começar com estes determinados sintomas:

  • Agressividade;
  • Desorientação no espaço e no tempo;
  • Dificuldade para encontrar palavras;
  • Dificuldade para tomar decisões;
  • Diminuição do interesse por passatempos e atividades;
  • Perda de memória recente;
  • Perda de motivação e de iniciativa;
  • Sinais de depressão.

Raramente percebe-se algum sintoma mais grave por parte de parentes, amigos ou profissionais. Por isso, muitas vezes, esses sintomas são vistos como algo da velhice.

Fase moderada

Há maior dificuldade nas atividades do dia a dia, além de:

  • Agressividade;
  • Alucinações (ver ou ouvir pessoas que não estão presentes);
  • Desconfiança e ciúmes;
  • Esquecimento de fatos mais importantes, até mesmo de nomes de pessoas próximas;
  • Incapacidade de viver por conta própria;
  • Inquietação;
  • Irritabilidade;
  • Maior dificuldade na linguagem, em se expressar;
  • Não ter capacidade de cozinhar e cuidar da casa, além de fazer compras;
  • Necessidade de ajuda com a higiene pessoal e outros cuidados;
  • Prejuízo de memória;
  • Dependência de outras pessoas.

A progressão da doença mostra maiores limitações e a gravidade do Alzheimer.

Fase grave

É o pior estágio possível da Doença de Alzheimer, apresentando:

  • Dificuldade para entender o que está passando à sua volta;
  • Dificuldade para se alimentar, inclusive com problemas na deglutição;
  • Dificuldade para se orientar dentro de sua própria casa;
  • Extrema dificuldade na recuperação de dificuldades antigas, por exemplo, no reconhecimento de amigos, parentes e locais conhecidos;
  • Incapacidade para registrar dados;
  • Incontinência fecal;
  • Incontinência urinária;
  • Intenso aumento de comportamento inadequado;
  • Prejuízo gravíssimo da memória;
  • Prejuízo motor, o que afeta a capacidade de locomoção, exigindo auxílio para caminhar (mais tarde, pode ser necessário o uso de cadeira de rodas ou mesmo que o paciente fique acamado).

Como a doença está avançada, percebe-se as complicações físicas e da total inatividade e dependência da pessoa.

sintomas do alzheimer

Como identificar os primeiros sinais da Doença de Alzheimer?

Os sintomas iniciais do Alzheimer podem ser facilmente confundidos com o processo natural de envelhecimento.  É importante prestar atenção em queixas de dificuldade de memorização e perda de interesse pelos acontecimentos cotidianos – não se pode menosprezar tais sintomas que são fundamentais para um diagnóstico.

Os primeiros sinais tendem a abordar o comprometimento da memória recente, por isso, cuide se um ente querido seu esquecer, por exemplo:

  • Onde deixou as chaves do carro;
  • O nome de um conhecido;
  • Onde colocou a carteira ou um talão de cheques.

Mais tarde, outros esquecimentos podem ser mais graves, como: deixar o fogão aceso, perder-se quando estiver voltando para casa, entre outros. É claro que, normalmente, os quadros de Doença de Alzheimer possuem um início lento dos sintomas – podendo demorar de meses a anos –, com a piora progressiva das funções cerebrais.

[LEIA TAMBÉM: ALZHEIMER TEM CURA? COMO PROCEDER?]

Como agir e qual especialista buscar na Doença de Alzheimer?

A certeza de um diagnóstico só deve ser feita por um especialista na doença, entre os quais são os mais comuns um geriatra, um psiquiatra ou um neurologista.

O diagnóstico é, basicamente, clínico. É possível solicitar exames de sangue e de imagem para excluir a possibilidade de existência de outras doenças.

De modo infeliz, até hoje não se encontrou uma cura para a Doença de Alzheimer, mas os avanços da medicina têm proporcionado uma qualidade de vida melhor aos pacientes (incluindo aqueles que estão na fase grave).

Além do lado medicamentoso, atividades que estimulem o lado cognitivo, social e físico do paciente são muito indicadas para favorecer a funcionalidade e manter as habilidades preservadas. Famílias e cuidadores devem estar cientes da situação da doença e procurar facilitar ao máximo a vida do paciente doente.

Gostou no conteúdo? Então, confira, também, Existe Uma Alimentação Adequada Para Quem Tem Alzheimer?

O post Fases do Alzheimer – Quais são e como identificar os primeiros sinais apareceu primeiro em Quero Viver Bem.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *